Month: Junho 2012

OS CACTOS ao vivo na ART

São dois; são Os Cactos… António Ramos (Torré) e Gonçalo Leitão movem-se por outros terrenos. Terrenos onde a liberdade criativa impera, onde a música experimental tem o seu principal e único campo de acção. São teclados, guitarras, percussões várias, saxofones, groove box, apitos e outros brinquedos, que fazem desta experiência um movimento em contínuo; amplo; abrangente. Uma ideia a acompanhar.

ENTRADA LIVRE

Campanha DÁS O QUE QUISERES
Box de Donativos

Documentário KILOMBOS + AQUI JAZ A MINHA CASA | 26 JUN | BMOR

KILOMBOS de Paulo Nuno Vicente
Filmado em várias comunidades do estado do Maranhão, Kilombos procura ser o resgate de memórias e narrativas orais de uma cultura contemporânea, um contributo para uma antropologia visual de ideias, práticas e artefactos que são também o Brasil de hoje.

AQUI JAZ A MINHA CASA
de Rui Pilão
Velho acorda em dia na vida de homem só. Um percurso é feito por necessidade. Uma aceitação surge como reflexão sobre interior. Hino ao abandono em transmontano, “Aqui jaz a minha casa” é testamento simbólico.

Condições de acesso ao espaço:

ENTRADA LIVRE | Sócios Cineclube de Telheiras | ART
Público 3€
Reservas: cinetelheiras@gmail.com
Local: Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, Estrada de Telheiras, 146 (à saida do metro de Telheiras).
Transportes: Metro Telheiras, linha verde – Autocarros 747, 767, 778.
Data e Hora: 26 de Junho, 21:30.

Mais informações em www.cineclubetelheiras.blogspot.com | www.artelheiras.pt | cinetelheiras@gmail.com

ENTRADA LIMITADA a 14O espectadores.

Espetáculo de encerramento das actividades da ART 2011-2012 | 16 JUN | SAB | BMOR

E é já este Sábado, dia 16, que o Cineclube de Telheiras, a convite da ART, irá marcar presença na festa de encerramento do ano letivo 2011-2012 na Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro. Para quem ainda não teve a oportunidade de conhecer o Cineclube de Telheiras e as restantes actividades, aqui fica um excelente programa para Sábado à tarde. A entrada é livre.

Documentário – KUDURO, FOGO NO MUSSEQUE

Retrato do Kuduro como um género artístico numa mescla espontânea entre o ancestral africano e os ritmos ocidentais, emergente num contexto social de musseque de onde retira a inspiração para as suas letras.

Contamos com a presença do autor – Jorge António – que se desloca directamente de Angola para Portugal só para poder estar connosco. Vais perder este divertido documentário?

Condições de acesso ao espaço:

ENTRADA LIVRE | Sócios Cineclube de Telheiras | ART
Público 3€
Reservas: cinetelheiras@gmail.com
Local: Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, Estrada de Telheiras, 146 (à saida do metro de Telheiras).
Transportes: Metro Telheiras, linha verde – Autocarros 747, 767, 778.
Data e Hora: 19 de Junho, 21:30.

Mais informações em www.cineclubetelheiras.blogspot.com | www.artelheiras.pt | cinetelheiras@gmail.com

ENTRADA LIMITADA a 14O espectadores.