Month: Maio 2017

Documentário 25 Anos de Censurados

Censurados 25 Anos CINE

25 Anos de Censurados pretende assinalar o 25º aniversário do lançamento do primeiro álbum homónimo dos Censurados.

De acordo com um estudo recente sobre a história do punk em Portugal, realizado pelo projeto KISMIF e vertido no livro As Palavras do Punk (Augusto Santos Silva & Paula Guerra, 2015) Censurados é indicado por mais de 50% dos entrevistados como sendo o seu álbum preferido.

O documentário foi elaborado na sequência de um estudo realizado em 2014 por Maria João Ramos (professora/investigadora) com o intuito de aferir a relevância e a atualidade dos Censurados, apresentado na conferência “Keep It Simple, Make It Fast” (Porto, Julho de 2014). Neste âmbito, foram realizadas 20 entrevistas a fãs e amigos da banda, com idades compreendidas entre os 10 e os 50 anos. As entrevistas foram realizadas no Jardim dos Coruchéus (futuro Jardim João Ribas) em Junho de 2014 e em Novembro de 2015.

O documentário, com cerca de 1h10, é composto por excertos das entrevistas realizadas, registos videográficos dos Censurados, alguns deles raros ou inéditos, bem como de prestações recentes de temas de Censurados, por parte de bandas portuguesas da atualidade.

Não se trata de um trabalho sobre a história dos Censurados, mas de um registo informal e DIY (ou não se tratasse de punk!) que revisita o surgimento da banda através das histórias e memórias daqueles que a acompanharam de perto, aferindo também – passados 25 anos – a sua relevância e contínua popularidade, especialmente entre as gerações mais jovens de fãs e de músicos portugueses, que mantêm vivo o punk/underground português.

Morada: Estrada de Telheiras, 146
Data e hora: 09 Junho, 21:30
Entrada Livre (limitada a 140 espetadores)

Dheepan de Jacques Audiard + Debate

dhee

Dheepan (Antonythasan Jesuthasan), Yalini (Kalieaswari Srinivasan) e a pequena Illayaal (Claudine Vinasithamby) assumem identidades falsas para fugir do Sri Lanka, seu país natal, que está em guerra. Eles não se conhecem e, diante da iniciativa, precisam conviver como se fossem uma família verdadeira ao chegar na França. Sem conhecer a língua local, Dheepan consegue emprego como zelador em um condomínio de classe baixa, enquanto que Yalini passa a trabalhar como empregada doméstica de um idoso com problemas de saúde.

Após a exibição do filme, realizar-se-à um debate sobre o tema dos refugiados a cargo da Amnistia Internacional (Grupo 19 de Sintra) e Presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, Pedro Delgado Alves.

Morada: Estrada de Telheiras, 146
Data e hora: 15 de Maio, 21:00
Entrada Livre (limitada a 140 espetadores)

Este filme está inserido na programaçāo da oitava edição do Festival de Telheiras.
+ INFO http://bit.ly/2pqDqlB.